XIV CONADEP: ANADEP Inova premia defensoras e defensores públicos

XIV CONADEP: ANADEP Inova premia defensoras e defensores públicos

Para incentivar a participação das defensoras e defensores públicos no Prêmio Innovare, a Associação Nacional lançou, no começo deste ano, o projeto “ANADEP INOVA”. A iniciativa visa a reconhecer e disseminar práticas exitosas da categoria para todas as Defensorias Públicas Estaduais do país. 

Durante o XIV Congresso Nacional das Defensoras e Defensores Públicos, quem inscreveu uma prática para a 16 edição do Prêmio Innovare recebeu uma premiação. No total, 121 defensoras e defensores públicos, autores de 75 práticas inscritas, receberam a homenagem.

 Este ano, 617 práticas de todos os estados brasileiros e do Distrito Federal participaram da seleção para concorrer nas categorias Tribunal, Juiz, Ministério Público, Defensoria Pública, Advocacia e Justiça e Cidadania. As finalistas da categoria Defensoria Pública são “Capacitação e informação no combate à violência obstétrica”, da DPE-MS e “Estágio Especial”, da DPE-BA. O resultado será divulgado no dia 3 de dezembro, durante a cerimônia de premiação, em Brasília.  

O presidente da ANADEP, Pedro Paulo Coelho, ressalta que, em 2019, a participação da Defensoria Pública no prêmio innovare teve um aumento significativo, resultado do ANADEP INOVA. Segundo ele, o Innovare é uma forma de apresentar a Instituição. “Este é mais que um prêmio, mas um meio para mostrarmos o trabalho diferenciado da Defensoria Pública. É também uma forma de ajudar o crescimento defensorial”, pontuou. 

Sobre o Innovare 

No ano de 2009 foi criado o Instituto Innovare e, ao longo do tempo, instituições uniram-se à causa. Hoje, são parceiros institucionais do Prêmio Innovare a Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), Associação Nacional dos Membros do Ministério Público (Conamp), o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), Associação Nacional das Defensoras e Defensores Públicos (Anadep), Associação dos Juízes Federais (Ajufe), Conselho Federal da OAB, Associação Nacional dos Procuradores de República (ANPR), Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra) e a Secretaria Nacional de Justiça do Ministério da Justiça, com o apoio do Grupo Globo. O Conselho Superior do Innovare é presidido pelo ministro Carlos Ayres Britto. A defensora pública do Rio Grande do Sul e ex-presidente da ANADEP, Patrícia Kettermann, faz parte da comissão julgadora do prêmio.