Defensores Públicos de MS doam mais de R$ 20 mil para produção de EPI no estado

Defensores Públicos de MS doam mais de R$ 20 mil para produção de EPI no estado

Defensores Públicos de todo o estado se uniram para auxiliar na campanha Corona Vidas Hub MS/Dourados. Ao todo, 100 profissionais colaboraram e o valor arrecadado somou mais de R$ 20 mil. Investimento que será revertido para a produção de EPIs (Equipamentos de Proteção Individuais) que serão entregues aos profissionais da saúde de Mato Grosso do Sul, que estão na linha de frente no combate ao novo Coronavírus, e também aos setores públicos que realizam atendimento direto ao público.

A campanha de arrecadação de recursos financeiros iniciou em maio e finalizou em junho, totalizando R$ 20.400,02. Para a Presidente da ADEP-MS (Associação das Defensoras e Defensores Públicos de Mato Grosso do Sul) nesse momento de pandemia a união se faz de forma virtual e os Defensores Públicos se uniram a essa campanha com o propósito de levar a esperança e o amor ao próximo.

“Na atual circunstância em que vivemos, toda ajuda é bem-vinda. Nós, Defensores Públicos, assim como atuamos na defesa da população, também tivemos essa sensibilidade de olhar aos profissionais, principalmente da saúde, que estão dedicando a vida e todo conhecimento que tem para salvar outras vidas”, afirma Dra. Linda Maria Silva Costa.

A ADEP-MS e a Defensoria Pública de Mato Grosso do Sul são parceiras junto com outras diversas instituições e empresas que decidiram colaborar com a Campanha Corona Vidas que é uma rede de solidariedade visando a doação de 40 mil face shields a profissionais da área da saúde e de outros setores, buscando contribuir com o enfrentamento da pandemia do novo coronavírus.

A iniciativa de trazer o projeto para Dourados foi da Defensora Pública Mariza Gonçalves, que buscou a parceria da BPW Dourados – Associação de Mulheres de Negócios, por meio de suas Comissões de Negócios e de Saúde, em conjunto com a Associação Leilodom e a 2a Defensoria Pública do Consumidor de Dourados, para criar a rede Corona Vidas – Hub MS/Dourados.

A rede nasceu na Bahia, em abril, idealizada e coordenada pelos professores e pesquisadores Antônio Cordeiro, Fábio Barreto e Leandro Brito com a coordenação de comunicação da jornalista Fernanda Vasques Ferreira, tendo já se expandido por 15 cidades do país.

Os protetores faciais doados estão atendendo a demandas dos 79 municípios do Estado. Sendo destinados a unidades e instituições públicas e filantrópicas, prioritariamente do setor da saúde, além dos setores de segurança pública, assistência social e administrativo de atendimento ao público.