#Acessibilidade: Campanha "Em Defesa Delas" ganha material inclusivo

Pessoas com deficiência visual encontram diversos obstáculos no cotidiano por falta de acessibilidade, e uma das principais dificuldades se refere à leitura e à informação. De acordo com a União Mundial de Cegos (WBU, na sigla em inglês), menos de 10% dos livros publicados se tornam acessíveis, e isso limita o leque de oportunidades de pleno desenvolvimento, educação e trabalho.  

Na semana em que se comemora o Dia Nacional de Luta das Pessoas com Deficiência, a fim de romper esse ciclo e democratizar o acesso à informação, a ANADEP tornou acessível os materiais da campanha nacional Em Defesa Delas – Defensoras e defensores públicos pela garantia dos direitos das mulher. A cartilha foi impressa em braille e feita em audiodescrição. Vale lembra que neste ano a Associação Nacional também aderiu a hastag #pracegover com descrições de imagens para tornar a internet mais acessível!  

Clique aqui e escute a audiodescrição. 

Clique aqui e confira a entrevista à Rádio Atatiaia (MG) do membro da Comissão dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Luis Renato, sobre o Dia Nacional de Luta das Pessoas com Deficiência.